Quais são os sintomas do Diabetes Mellitus?

Atualizado: 23 de Set de 2019

O diabetes mellitus acomete 8,9% da população brasileira, segundo dados da pesquisa VIGITEL realizada em 2016 pelo Ministério da Saúde. O crescimento foi de 61,8% desde a última pesquisa em 2011. O estado de São Paulo é o terceiro com mais casos de diabetes (10% da população). Estes dados assustam bastante, pois o diabetes é uma doença crônica que pode levar a diversas limitações.


Como saber se você pode ter diabetes?


Uma dificuldade é que o diabetes pode passar desapercebido por anos, principalmente o diabetes mellitus tipo 2. Por não causar muitos sintomas, popularmente é conhecido por ser "silencioso". Quando está muito descompensado, pode dar alguns sintomas, que os médicos chamam de as três "polis":

  • Poliúria - Significa urinar em excesso. Quando o açúcar (glicose) no sangue aumenta, o rim passa a não conseguir recuperar o açúcar na urina. Quando há mais açúcar na urina, ela também "puxa" mais água, através de um processo chamado osmose, fazendo com que o paciente perca muito líquido e desidrate. Isto leva à próxima poli:

  • Polidipsia - Significa ter muita sede. O indivíduo, ao desidratar pelas perdas na urina, tende a sentir sede e beber mais líquidos, tentando equilibrar este balanço.

  • Polifagia - Além de perder glicose na urina, os tecidos e células do corpo têm dificuldade em serem abastecidos com glicose, o que leva a perda de peso e aumento da fome.

É importante lembrar: não ter estes sintomas não quer dizer que você não possa ter diabetes, só quer dizer que não está em descompensação importante. A propósito: caso o diabetes esteja muito descompensado, pode levar a sintomas que podem significar uma emergência hiperglicêmica, como a cetoacidose, ou o estado hiperosmolar. Nestas situações, podem ocorrer náuseas, vômitos, fraqueza, mal estar, sonolência, convulsões, entre outros: deve-se procurar um pronto socorro com urgência na suspeita.


Se pode ser assintomático, quem devemos investigar para Diabetes?


Justamente por ter uma fase assintomática em muitos casos, há recomendação de realizar testes. Quem deve fazer obrigatoriamente:

  1. Todos os indivíduos acima dos 45 anos

  2. Indivíduos com sobrepeso ou obesidade e mais algum fator de risco (história de DM na família, hipertensão, alterações no colesterol ou triglicérides, síndrome dos ovários policísticos, sedentarismo, etc)

  3. Mulheres que tiveram diabetes gestacional

Em geral, se os resultados forem normais, pode-se repetir a cada 3 anos; caso o paciente tenha pré diabetes, devem ser feitos anualmente.


E qual teste fazer?


Os testes para diagnóstico em geral são feitos com coleta de sangue. Existem 3 métodos para diagnóstico, veja na tabela:

Métodos para o diagnóstico de diabetes

Vale lembrar que os três primeiros devem ser repetidos e confirmados. Outro detalhe importante: a única situação em que se faz diagnóstico através da glicemia capilar (dextro) é a situação em azul claro na tabela.


No futuro, vamos discutir o que se pode fazer quando seu risco para ter diabetes é aumentado ou quando já se tem pré diabetes.


#diabetes #endocrinologia #diabetesmellitus #diagnostico #prédiabetes

Rua Dona Adma Jafet, 74, conjunto 41, Bela Vista

São Paulo, SP

Telefone (11) 3120-2067

Endereço

 

Rua Dona Adma Jafet, 74

Conjunto 41

Bela Vista - São Paulo SP

Contato

 

11 3120-2067

Whats app:  11 96314-6742

Mapa do Site

Currículo

Blog

Consultório

Downloads

Contato